Pombos naturalmente saudáveis com bactérias probióticas

by Dr. Hans–Peter Brockamp

Pombos naturalmente saudáveis com bactérias probióticas

Eficácia do Probac

Uma flora intestinal saudável é o pré-requisito para uma elevada performance e uma boa saúde dos pombos-correio. As bactérias probióticas representam uma possibilidade efectiva de manter os pombos saudáveis de um modo natural.

Bactéria probiótica (Probac)
Ao longo de milhões de anos, diferentes culturas de bactérias desenvolveram-se em animais de sangue quente num sistema fechado recíproco com o hospedeiro. Sob a forma de temperatura de crescimento adequada e constante fornecimento de nutrientes essenciais, as bactérias recebem do animal o espaço vital ideal para o seu desenvolvimento. Em contrapartida, os animais recebem das bactérias ajuda no processo digestivo.

Equilíbrio natura

Quando os pombos não estão stressados, estão estáveis e não recebem medicamentos, vivendo num ambiente limpo, há um equilíbrio saudável ideal entre o organismo do pombo e a população de bactérias intestinais. Neste estado ideal há não só uma óptima utilização do alimento como uma resistência natural aos agentes causadores de doença. Os nossos pombos são, no entanto, expostos às mais amplas situações de stress. Numerosas mudanças externas que afectam o pombo podem levar esta relação positiva e mutuamente Eficácia do Probac benéfica com a população de bactérias intestinais para fora do seu equilíbrio.
Bactérias úteis produzem ácido láctico, peróxido de hidrogénio e antibióticos naturais assim como alguns outros ingredientes activos que ajudam a manter germes como E.coli, fungos ou salmonelas sob controlo nos intestinos. Estes microrganismos estão muitas vezes presentes nos pombos em estado latente e apenas estão a aguardar pela oportunidade de surgir como doença em caso de stress.
O valor do pH nos intestinos de pombos saudáveis é ligeiramente ácido. Com infecções intestinais sobe para alcalino. As bactérias probióticas regulam o valor do pH no intestino de modo a que as infecções não apareçam tão rapidamente. Além disso, produzem também muco protector, entre outras coisas, e ocupam os receptores principais na parede intestinal para que os germes patogénicos não encontrem lugar para se instalarem.

Além do mais, as bactérias probióticas têm um efeito estimulante do apetite. Elas produzem uma série de enzimas intestinais efectivas bem como vitaminas e ajudam o pombo-correio a absorver o máximo de nutrientes dos alimentos. O aproveitamento do alimento é melhorado, o que pode ser utilizado durante a campanha desportiva para um aumento das reservas energéticas.

Go back